Obrigado Brasil ou Xièxiè bāxī (谢谢巴西)

$$$$ Por Elenito Elias $$$$

A geração atual e futura de brasileiros que vivem num país de grandeza continental, com inúmeras riquezas naturais, terras férteis e uma população de aproximadamente de 210 milhões de habitantes, em total CRISE, econômica, social, política, na fragilidade de seus princípios e valores que fragmenta a educação e saúde, e vitima sua infraestrutura, com orçamento diminuto, e grave redução da arrecadação tributária, precisando se adequar ao mundo globalizado, com inovações tecnológicas da inteligência artificial e com uma velocidade 5G, fica totalmente claro e evidente o nosso cenário sombrio e frágil diante de um mundo que se desenvolve na velocidade exponencial.

Mesmo que possamos acreditar que DEUS é brasileiro, e que somos melhores em futebol ou soccer, em carnaval, e algumas firulas mais, não conseguimos sozinhos transmutar todo o potencial que temos em uma ECONOMIA pujante sem o CONHECIMENTO e CAPITAL necessário.

Sabemos dos investimentos dos americanos em solo brasileiro motivado pela nossa colonização, entendemos os investimentos em energia nuclear e eólica dos alemães, compreendemos perfeitamente os ensinamentos culturais e educacionais da amiga Rússia, mas devemos reconhecer sem modéstia e em respeito aos demais países investidores o grande volume de investimento que XI JIPING está aplicando no mundo e nos países que precisam de melhores resultados diante do mundo globalizado. 

Ficamos estarrecidos quando em nossa pesquisa formulada descobrimos os grandes investimentos que a China está aplicando no Brasil, em todos os nichos de atividades econômicas, a começar pelo AGRO do Brasil, mineração, ferrovias, energia, comunicação, construtora, logísticas, portos, serviços, bancários, indústria de porte, educação, indústria automobilística, emissoras de televisão, mídias e demais atividades.

As instituições financeiras da CHINA no Brasil têm a melhores condições e as menores taxas de mercado, pois o grande objetivo não é o ROI (Retorno Operacional do Investimento), mas, a sua expansão que tem outros objetivos menos compreensíveis a gula do capital, pois entendem o real significado da palavra RETORNO, ou seja, nem tudo é financeiro, lucro, dividendos etc.

A leitura, entendimento e compreensão do livro A ARTE DA GUERRA de Sun Tzu, pode justificar a modalidade de investimento de XI JIPING, e esse fato se incompatibiliza com a nossa gula capitalista, que por anos nos foi ensinada. Todas as empresas brasileiras de capital privado, estatais, ou mistas, de qualquer porte ou tamanho, de quaisquer formas, todas sem exceção, estão passíveis de receberem transformações ou mutações decorrentes das inovações do mundo globalizado, da tecnologia, e principalmente do Capital desses investidores, essa é uma VERDADE INCONTESTÁVEL.

A nova rota da seda, motivada por uma explosão populacional e uma voraz insuficiência alimentar, a CHINA, investe em 68 países, 270 projetos e um investimento aproximado de 900 bilhões de dólares. Atualmente a China tem 1,41 bilhão de habitantes, com a nova autorização para que o casal chinês tenha até três filhos. Suponhamos que 30% sejam da PEA e podem se casar, ou seja, 420.000 dividido em por dois, temos 210.000, multiplicado por três, temos 630.000, ou seja, é previsível que a sua explosão demográfica precisará de mais alimento. Sabemos do grande investimento que a CHINA está aplicando na ÁFRICA, com grandes somas de capital em transportes, mineração, alimentação, infraestrutura, gerando riquezas, pois sua paciência sabe que terá resultados positivos num breve futuro, entendendo com isso alternativa suplementar, caso o seu planejamento original não lhe satisfaça, tais como a Austrália e outros.

A guerra comercial com os americanos e alguns líderes europeus pode abalar ou mesmo atrasar suas conquistas, mas sua resolução está se expandindo em outros países e continentes. Os chineses sabem que precisam de recursos básicos para atender a sua crescente demanda, pois suas riquezas estão focadas e aplicadas em sólidos investimentos e precisam desse retorno, mesmo que sua capacidade bélica precise ser demonstrada, mas seus projetos precisam ser realizados a quaisquer custos. Sua necessidade e gula dos produtos alimentícios é uma fraqueza comprovada, daí podemos entender o AGRO do Brasil em crescimento acelerado, mas toda ação há sempre uma reação igual e oposta. Este fato está gerando maior inflação dos produtos básicos alimentícios no Brasil, já que é o celeiro do mundo e precisa de uma política mais racional e focada, sem prejudicar a sua própria população, como já está acontecendo.

Citamos abaixo algumas empresas que estão presente no Brasil direta ou indiretamente: China Southern Power Grid; China Goudian; Shangai Eletric; SPIC; State Grid; Boastell; China Comunications; Chengbin; China Midia Group; Journal China Daily; Grupo HNA; Hauwei; Xiaomi.

Além das inovações da China, relacionamos abaixo, outras que estão em desenvolvimento junto a sua sociedade e deverá se expandir por todo o globo: Ônibus Elétrico; Energia Solar; Incentivo a projetos inovadores; Fazenda vertical; Sol artificial; Hotel robotizado; Robôs médicos em escolas infantis; Lixeira inteligente; Restaurante robotizado; Estacionamento sem humanos; Cirurgiões robôs; Quartos para dormir

A CHINA não pode e não vai parar o seu progresso que se desenvolvem, e precisam de maior velocidade de crescimento se desejam ser a maior economia do mundo, que tem a melhor educação e consequentemente a melhor inovação tecnológica. Como podemos entender que um ser humano, que se tornou general e escreveu um livro intitulado de A ARTE DA GUERRA, e viveu no período de 544 AC a 496 AC, possuiria uma visão tão atual diante dos avanços que a China adotou no mundo globalizado com toda a sua riqueza de conhecimento e poderio.  Para entender a CHINA devemos ler e entender seu referencial bibliográfico, pois a educação e cultura dos chineses, é a base de seu desenvolvimento e crescimento em todas as atividades. Nesse cenário, o BRASIL precisa entender essa grande oportunidade e da porta que se abre, e deve trocar CONHECIMENTOS que possam ajudar a desenvolver e acompanhar essa velocidade de transformação.

 

 

ELENITO ELIAS DA COSTA, contador, auditor, analista, assessor, Vice Presidente da APROCON/CE, pesquisador, escritor, palestrante e Professor Universitário.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Estratégias de investimentos

Participe do nosso encontro Estratégia de Investimentos.

Informações:
contato@fatosevalores.com.br