What or Who Are You? (O que ou quem é você?)

$$$$ Por Elenito Elias $$$$

O dia tem 24 horas, 8 para dormir, 8 para trabalhar, e 8 para você fazer o que desejar, mesmo assim reclamam que não tem tempo, e com as CRISES em desenvolvimento, pandemia, letargia da vacina, medidas protocolares, desemprego, economia em decadência, mundo globalizado, inovações tecnológicas derivadas de uma inteligência artificial, GPT – 3, 5G/6G, grave fragilidade educacional e cultural com saúde similar, e você acha que sua justificativa, por qualquer que ela seja, é a melhor resposta para inibir o seu progresso individual.

A desigualdade está crescendo, assim como a miséria e pobreza, sem emprego, sem oportunidade, sem educação de qualidade, e saúde análoga, a economia não está decolando, as reformas estão lentas, é fácil identificar quais as TENDÊNCIAS sob uma ótica futurística e quais as consequências deploráveis dessa letargia. Saiba que muito profissionais e educandos estarão fora do mercado em pouco tempo, pelo simples fato de não ter tempo para entender o Mundo Globalizado e principalmente as inovações tecnológicas derivadas de uma inteligência artificial, que está mudando o MUNDO e criando um NOVO MUNDO. 

Muitos profissionais precisam se perguntar a si mesmo diante das inovações tecnológicas e das variáveis existentes, tais como: Quem sou eu? O que sou eu?

É provável que essas simples perguntas não tenham uma resposta mais correta, pois se não houver a possibilidade de fazermos essa autoanálise, talvez mais difícil seja a AÇÃO e ATITUDE consequente, motivado por diversas variáveis. A simples resposta de, FALTA DE TEMPO ou NÃO TENHO CONDIÇÕES FINANCEIRAS, já não representam justificativas ou mesmo desculpas para não se capacitar, pois no mundo globalizado com a inteligência artificial, GPT-3, e 5G/6G, há sim, a necessidade de se adequar. O nosso CONHECIMENTO diante da necessidade que o novo mundo nos impõe, é fato que precisamos proceder as mudanças o mais breve possível, e lamento que muitos ficarão pelo caminho.

O sistema não perdoa e nem deve esperar por sua ADEQUAÇÃO, o mais grave é que o governo deverá elevar os recursos disponíveis para assistir esse grande contingente de pessoas, e sabemos da limitação da arrecadação dos tributos que perfazem a receita pública, e provavelmente muitos hão de procurar alternativas não recomendáveis para prover a sua sobrevivência. A busca de procurar se mobilizar para acompanhar essas inovações devem ser a tônica, e maior foco, evitando permanecer em estatísticas e gráficas que representam á degradação social. Em consonância ao titulo do presente insight, devemos nos perguntar: O QUE SOMOS e QUEM SOMOS, para em seguida procurar alternativas que possam amenizar a nossa sobrevivência.

O contraste é que habitamos um BRASIL, de grandezas continentais, com recursos minerais e terras férteis que deveriam evitar esse desastre social, mas sabemos que os 210 milhões de habitantes, sua maior não tem a mínima condição de entender e proceder às mudanças necessárias. Diante dessa pesquisa e estudos consequentes, há uma grande possibilidade da elevação dos agravos sociais, ocasionando maior violência e insegurança que poderá originar uma CONVULSÃO SOCIAL, que acreditamos que as autoridades devem estar observando esses descasos e trabalhando em alternativas corretivas.

O investidor deve entender que a gula do ágio que remunera o capital aplicado, deve participar dessa responsabilidade social, pois o Governo quer seja, federal, estadual e municipal, dependem de recursos e orçamento plausível, mas está sem planejamento e com diminuto recurso, e os repasses deverão ficar ainda mais reduzidos, já que estamos próximo a um ano eleitoreiro. É inegável que há muito trabalho a se fazer, mas depende de oportunidade e do conhecimento adquirido através de uma educação de qualidade, principalmente aquele que deseja empreender. Os empregos ofertados pelos órgãos competentes, todos em sua maioria são empregos mecânicos com atividades repetitivas e provavelmente em pouco tempo, serão substituídos por máquinas, equipamentos, robôs, automação, ou similares, daí entender a reduzida opção. Se optar por empreender através de montar um negócio com atividade econômica lucrativa que possibilite alongar a sua sobrevivência, precisará de um CONHECIMENTO adequado, uma ideia inovadora, com o supor de um Capital intelectual ou monetizado equivalente, mas sabe que a concorrência é um fato desmotivador, por diversos motivos. Devemos entender que a simples oferta de empregos, para funções de subemprego, tem seu tempo limitado, por razões óbvias e de inovações tecnológicas. É possível entender que os programas assistenciais providos pelos governos devem se elevar e isso poderá dificultar ainda mais a situação de agravamento social, pelo diminuto orçamento motivado por redução na arrecadação. Face às dificuldades existentes que tendem a se agravar pela inexistência de melhoria na economia, é de fácil entendimento que os INVESTIDORES estrangeiros têm nesse fato uma grande oportunidade e negócio, eis a razão do nosso entendimento do Capital Chinês, mesmo sabendo da existência de outras variáveis, mas é um RISCO que devemos acatar. 

Reconhecemos a existência da resistência das elites, mas por sua minoria, mesmo sabendo de suas potencialidades econômicas, hão de se tornarem parceiros desse investimento por sua gula capitalista, já que buscam manter a sustentabilidade do seu Capital.

Acredito que o momento exige AÇÃO e ATITUDE racionais, e essa letargia em encontrar uma solução adequada pode gerar maior ônus, e muitas vidas poderão ser afetadas. Muitas mudanças acontecerão, mas que possamos lograr êxito em nossas ações, e que o sistema democrático possa trazer a luz, além de soluções que possam evitar dissabores.

 

“A indagação mais fácil e óbvia tem resposta difícil e complexa, eis a pergunta que nos difere da INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL”. (Elenito Elias Da Costa e o genial LEVY DA COSTA).

ELENITO ELIAS DA COSTA, contador, auditor, analista, assessor, Vice Presidente da APROCON/CE, pesquisador, escritor, palestrante e Professor Universitário.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Estratégias de investimentos

Participe do nosso encontro Estratégia de Investimentos.

Informações:
contato@fatosevalores.com.br